That s not to say you can t do a couple of minutes of cardio as a general warm-up before starting into the weights...just don t do an entire cardio session before weight training. Always keep in mind that the weight training is the REAL engine behind your fat loss efforts. fast weight loss for women (h) How do I breath when performing an exercise? weight loss tracking spreadsheet 9. Don t go heavy on the dressing instead go light. Dressing, sauces and other condiments should be limited because of the carbs, sugar and fats. liquid weight loss diet Among vegetables beetroot, carrot, capsicum, cucumber, tomato, lettuce and broccoli are highly recommended as they are low in calories. You could add lemon or curd salad dressing to liven up your salad. You could also add these vegetables in your diet through sandwiches. However, be careful about not using butter or cheese. Instead you could go for mint and coriander paste. products for weight loss If you eat the same amount of food as before but do exercise, then the balance is shifted. You will lose weight as long as you can burn more than you eat. best weight loss pill men 1 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Soja

 
A Unidade
Pesquisa e Desenvolvimento
Estágios
Programas Especiais
Soja
Girassol
Trigo
Soja na Alimentação
Notícias
Eventos
Visitas
Publicações
Biblioteca
Serviços
Treino&Visita
Licitações
Sistema de Alerta
Portal Embrapa
E-mail Corporativo
Webmail - Colaboradores
 

 
Bem-vindo ao Site da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Soja
Buscar

Cultivo de girassol ganha nova ênfase no Brasil


Dados da Conab, da Embrapa e do USDA, apontam que a área plantada com girassol no Brasil é de 94 mil hectares, o que significa acréscimo de 3% em relação ao ano passado. A produção da cultura é de cerca de 150 mil toneladas do grão mas, se depender de várias ações que estão em curso no Brasil, o girassol vai ganhar novo fôlego.
No Paraná, por exemplo, a Secretaria Estadual de Agricultura do Paraná está tentando viabilizar o projeto de biodiesel, articulando parcerias com as instituições de pesquisa e assistência técnica. A primeira ação foi um treinamento sobre a cultura do girassol,  promovido, em novembro, pela Embrapa Soja, a 30 técnicos da Emater.
Durante o evento, pesquisadores e técnicos da Embrapa compartilharam informações sobre o cultivo do girassol e foram estabelecidos os locais de instalação das unidades de observação da cultura no estado.  O cultivo das unidades de observação - 22 pontos com 15 hectares cada, será em janeiro e fevereiro, na safrinha de 2005. O objetivo é obter informações detalhadas sobre o comportamento da cultura em todo o estado.
No noroeste do Paraná, a Cooperativa Cocamar, que conta com 6500 cooperados,  esmaga 3 mil toneladas de grãos de girassol, o que reverte em 1,2 milhão de litros de óleo refinado por ano. No ano passado, a cooperativa comprou parte dos grãos de produtores do Mato Grosso do Sul, mas, na próxima safra de inverno, vai estimular entre seus cooperados, a produção de girassol em 3.800 hectares. Atualmente, os produtores da Cocamar cultivam 160 mil hectares de milho na safrinha (fevereiro-março), sucedendo a soja. “Vamos estimular a produção de girassol como alternativa para rotação de culturas”, explica o coordenador técnico da Cooperativa, Antonio Sacoman. “Nossa primeira ação foi o treinamento de nossos técnicos, por pesquisadores da Embrapa, que irão passar as informações aos produtores”.
De acordo com Sacoman, a cooperativa vai assinar contrato com os produtores pagando em real (R$32,00) ou dólar (U$10,00), de acordo com a opção. “Vamos pagar esses valores pré-fixados apenas para cada mil quilos produzidos por hectare, o que já garante o custo de produção. Para o restante da produção, vamos praticar o preço de mercado” explica Sacoman.
A Bunge Alimentos, que tem forte atuação no mercado de soja, trigo e algodão, já está ampliando seu foco também para a cultura do girassol. Na safra passada, a empresa acompanhou o cultivo de 12 mil hectares de girassol, comprando 15 mil toneladas do grão, que resultaram em aproximadamente 6.000 toneladas de óleo envasado. “Consideramos isso apenas o início, porque temos condições de industrializar muito mais. Acreditamos que a área plantada em nossa região de influência (SP, MS e PR) pode superar os 30 mil ha na próxima safra” explica Márcio Massao Ota, gerente do departamento de compra de trigo e girassol da Bunge.
Segundo Ota, a Bunge pretende fechar contrato com os produtores interessados em vender o produto garantindo preços estabelecidos pelo mercado. “Vemos que o girassol como safrinha, é uma excelente oportunidade aos produtores de São Paulo, tanto que apoiamos, em dezembro, um workshop sobre a cultura do girassol, realizado pela CATI, pelo IAC e pela Embrapa”, avalia.

 

Biodiesel deve estimular produção de óleos vegetais

O governo federal lançou, em dezembro, o Programa Nacional de Biodiesel que regulamenta sua produção no Brasil. O biodiesel é um combustível produzido a partir de óleos vegetais extraídos da soja, do girassol ou do dendê. No Brasil, alguns empresários já estão investindo no setor, principalmente porque o biodiesel reduz a emissão de gases poluentes como o CO2, um dos responsáveis pelo efeito estufa.
A Biolix, empresa de Rolândia (PR), é pioneira na produção de biodiesel, a partir do etanol, álcool proveniente da cana de açúcar. ”O processo químico que utilizamos é inovador, porque as outras empresas utilizam o metanol para produzir biodiesel - derivado do petróleo, mas com o etanol a redução da poluição é de 82%”, garante Antonio dos Reis Felix, sócio da empresa.
Atualmente, a Biolix produz 300 mil litros por mês, utilizados pela frota da própria empresa e também comercializados para ônibus de linha em Rolândia.”Utilizamos 2% do biodiesel na  mistura com o óleo diesel de petróleo. Nossa intenção é dobrar a nossa capacidade de produção”, explica Felix.
Segundo o empresário, a aquisição de matéria-prima (grãos de soja e girassol) ocorre na própria região. “Temos interesse em utilizar mais o girassol e, para isso, estamos contando com a assessoria da Embrapa. Aliás, considero importante todo o movimento que existe atualmente para recuperar o plantio de girassol no Brasil”, avalia.

 

 

Voltar
 
 

           

 
   
Embrapa Soja
Rod. Carlos João Strass - Distrito de Warta
Telefone (43) 3371 6000 - Fax (43) 3371 6100
Caixa Postal 231 - CEP 86001-970
Londrina- Paraná- Brasil